18 de novembro de 2008

Fantasia....

O que é a realidade? Onde começa a fantasia? E para quê responder a estas questões? Porque não juntar ambas? Porque não ter dois mundos? O de fora e o de dentro. Existem coisas que embora nos doam, não conseguimos mudar. Será porque queremos ou por completa incapacidade? Será que às vezes apesar de nos doer muito, não fazemos nada para que deixe de nos doer? Pode doer mas não me tira o sono, então continuemos com a dor. Será que está nas nossas mãos deixar de doer?

E aquilo que nos dói mas que mesmo se quisermos, que façamos algo para deixar de doer, não deixa nunca? O que fazer? É legítimo habituarmo-nos à dor? É legítimo fugirmos dela substituindo-a pela fantasia?

Quem sou eu e em que mundo estou? Às vezes esqueço-me, às vezes não estou em lado nenhum. Às tantas o sonho ocupa-me todo o tempo, e com jeito, ainda me esqueço da dor. Dor que nunca desaparece.

Sei que não és real, que não existes sequer, mas por agora, és tudo o que preciso.

1 comentário:

ImpossiblePrince disse...

Bonito post. A fantasia faz parte da vida e ainda bem que ela existe.

;)