2 de fevereiro de 2009

Quero sentir!

Não me peçam, por favor, para não me incomodar. Não, isso não. Não me peçam para não sentir, para ignorar. Ignorar a vida. Não, não me peçam isso. Peçam-me tudo, ou quase tudo, peçam-me muitas coisas, eu faço-as, palavra, mas não me peçam isso. Não me incomodar seria não sentir, ou fingir que não sinto, e eu não quero mais isso para mim. Já abdiquei de sentir muita coisa, não quero mais. Quero sentir, para o bem e para o mal, quero sentir. Quero me chatear quando as coisas não são como devem. Quero me emocionar com a vida real. Não quero viver da apatia, fingir que está tudo bem quando não está, sorrir por sorrir. Quero sorrir sim, sorrir muito, mas quero ter motivos. E se quiser chorar, bom se quiser chorar, é favor me deixarem. Não sou fraca. A minha fraqueza foi sempre a de não sentir. Devia ter chorado quando não chorei, me incomodado quando disfarcei. Agora quero me incomodar sim. Só conhecerei o bom, se sentir o mau. De uma vez por todas, eu quero viver. E viver não é só sorrir, viver é sentir.

3 comentários:

_Purple Wings_ disse...

Viver é do mais dificil e mais facil que há. concordo ctg em tudo...nao podemos deixar de nos incomodar, chorar, sofrer, ter vontade de nos atirar da ponte, só porque é bonitinho de se ver e viver muito feliz, a sorrir e a cantar...assim nao vale, porque precisamos de batalhas duras e cruas para vencermos a guerra de modo feliz...precisamos de sentir na pele certas e determinadas coisas, se nao nada valeria a pena... é como ires a uma loja e veres um casaco que adoras...se és riquissima compras logo e assunto arrumado, se és uma pessoa "normal" ou sem dinheiro, sofres, choras, lutas, juntas dinheiro, sonhas com o casaco e qd por fim o vais comprar esboças o teu maior sorriso e sentes-te feliz... eu penso muito nisto...nao sei porquê tenho esta mania de pensar logo em exemplos de roupa, mas nao é por ser demasiado materialista é porque acho piada!!! lol

***********************

Ana disse...

Adorei o teu texto e dou te toda a razão!!! :)

I'm a Saint! disse...

Diria que é vontade de viver...