13 de dezembro de 2008

Ainda sobre transportes, o contraste...

Já repararam que há poucas coisas tão lentas como a fila para entrar num autocarro? As pessoas têm todas muita pressa mas no que toca a entrar no autocarro, vão literalmente a pisar ovos. Literalmente talvez não, já olhei para o chão e ovos nem vê-los. Portanto, figurativamente, as pessoas vão figurativamente a pisar ovos.

Eu que sou de pensar, já me questionei se haveria uma operação stop na entrada de cada autocarro, ou uns senhores com detectores de metais...Mas não. Não há absolutamente nada, e a verdade é que, a partir do momento em que se põe o pézinho dentro do dito transporte, começa-se a andar muito mais depressa. É o quê, a força da gravidade? Não entendo. Parece que vamos todos numa procissão de Nossa Senhora de Fátima, a sério, parece mesmo. Um dia ainda nos aparece a dita, a dizer segredos. E eu não sou de segredos, estou já a avisar.

2 comentários:

I'm a Saint! disse...

LOL! A culpa é do passe!

*alma de poderosa* disse...

e kd chove e as pessoas tao pali a morrer a procurar do passe sem seker se lembrarem k ha gent a chuva a krer entrar!!iss é irritante!
eu n gst d ser rude mas eles obrigam-me!